Loading…

ANA CRUZ PSICANALISTA

“Tudo flui quando sentimos bem-estar mental. Aprenda que tudo é possível.” Fritz Perls – psicanalista
seja bem-vindo

Ressentimento

Ressentimento é algo que não se quer esquecer, perdoar, e muito menos deixar barato o mal que sofreu. Uma vez alimentado, é um afeto que destrói. Uma ferida narcísica que não cicatriza.

Ressentir-se implica na força de um grande grupo de amigos fiéis chamados raiva, mágoa, inveja, amargura, maldade, ciúme, desejo de vingança, atribuindo ao outro a responsabilidade pelo que nos faz sofrer, resultante de um processo de autoenvenenamento psicológico. O ressentimento trata-se de uma queixa insistente, que não aceita nenhuma forma de ‘reparação do dano’ em função da sua principal característica: a persistência da mágoa e a repetição da queixa.

O ressentimento consiste em um ciclo vicioso: lamentação-acusação-ausência de vingança-impossibilidade de esquecer-sofrimento psíquico. Ah, e colocar-se no papel de ser apenas uma vítima sem refletir sobre a sua participação na situação é essencial e fonte alimentadora deste ciclo, afinal, o contexto deve girar em torno do outro, o vilão, é ele que falha e não eu. O reconhecimento da sua parcela provocaria a ausência de injustiça, logo, onde não há injustiça, não há lamentação, entende?

dor psicanálise ana cruz

Talvez o grande trunfo do ressentimento seja o ganho secundário que dele se origina, ou seja, a gratificação prazerosa pelo reclame constante, porque o sujeito é tão incapaz de vingar-se quanto foi impotente em reagir imediatamente aos agravos e às injustiças sofridas. É como se o ressentido fosse um serviçal que se debate em vão. No ressentimento o tempo da vingança nunca chega – o ressentido é incapaz de vingar-se – pois se torna passivo e preso às suas queixas. (Miguel Juchem – psicanalista) O ressentimento leva o sujeito a criar todo um cenário propício para validar o seu direito, podendo até distorcer fatos de acordo com as necessidades, tocado por um certo prazer inconsciente ao reafirmar-se como vítima, porém, nada mais é do que uma fórmula imaginária para uma ‘solução’ do seu sofrimento.

Pessoas amargas são ressentidas. Ressentir é ficar sentindo e sentindo repetidas vezes, algo desagradável que já passou. O ressentido é um traumatizado que ama sua dor. Vive negativamente em função dela. Lembra-se apenas das coisas desagradáveis que lhe ocorreram ignorando completamente tudo de bom que já viveu. Alimenta-se de lembranças doloridas, não perdoa os outros e nem a si mesmo. Torna-se intolerável por sua amargura. Nega-se a ver o futuro com perspectiva otimista.

Resumindo: o hoje pode mudar o amanhã, mas não o ontem. Portanto, olhe para frente, e não para trás. Aprenda a encarar cada problema da sua vida como uma lição de aprendizado. Entre o saber e o fazer, há apenas uma coisa: decisão. Mude!

Grande abraço,

Ana Cruz – psicanalista

8 thoughts on “Ressentimento

  1. Dra Ana, estou vivendo muito esse ressentimento que você mencionou. Faz pouco tempo o ocorrido e meu então namorado que marcou um compromisso comigo, não foi, se esqueceu , estava na casa dele dormindo e ainda por cima me chamou de infantil. ..
    Apesar de eu dizer que não quero mais e ter realmente colocado dentro de mim que acabou, acho que o fato dele não reconhecer que errou e não me pedir desculpas, aumenta meu ressentimento. Reconheço que não está fazendo bem para o meu coração, pois apesar de ter um desejo muito grande em mim de seguir minha vida adiante , sinto que esse círculo ainda não terminou. Ele é extremamente orgulhoso e não posso esperar que ele venha me pedir desculpas para eu poder seguir em frente, quero esquecer o que aconteceu e viver a minha vida. Como me libertar desse sentimento?

    1. Oi Pamella! Bem, este é um exercício diário de limpeza emocional. Converse consigo mesma, questione-se porque apesar de saber que o teu namorado é orgulhoso, tu ainda desejas um pedido de desculpas. Questione-se também porque de fato mantém esta ferida aberta dentro si. Lembre-se que cada um dá o que tem, o seu namorado tem o orgulho, e tu? Pense nisso. Bjs

Deixe o seu comentário