Loading…

PSICOTERAPEUTA ANA CRUZ

“O conhecimento de qualquer tipo causa uma mudança na consciência de onde é possível criar novas realidades." Deepak Chopra
seja bem-vindo

Mude! 4 lixos que você carrega… e não precisa

Diferentemente do que muitos acreditam (incluindo a indústria farmacêutica, leia-se, $$$), nem todos os aspectos deficientes do nosso comportamento são decorrentes de patologias. Muitas vezes são velhos hábitos que acabamos incorporando.

Lixo emocional é toda emoção, sentimento, crença, conduta pela qual já passamos, e que no presente não tem mais serventia, mas, no entanto, não nos livramos. São questões negativas que se acumulam ocupando um espaço que poderia ser usado para coisas novas e agregadoras, outras experiências e elementos de evolução.  É claro que, de um jeito ou outro, seremos afetados, mas nem por isso devemos manter vivo aquilo que não tem utilidade. Existem vários ‘entulhos’ e depende de cada um, mas veja quatro exemplos de lixo emocional que você carrega e não precisa:

felicidade hoje

Comparação: comparar-se com outras pessoas em situações diversas é normal, a questão é quando este comportamento torna-se uma constante. Lembre-se: quanto mais insatisfeitos e infelizes estamos com o que somos ou temos, mais comparações fazemos. Confie em você, no seu potencial e na sua capacidade. E para o que não lhe agrada busque alternativas. Pense! Não dói e de graça.

Negativismo: há momentos na vida que soam cinza, a gente se sente meio azedo, do avesso. Parece que tudo é uma porcaria, nada dará certo, ninguém presta e só coisas ruins acontecessem conosco. Passar por uma fase assim, independente do motivo, é uma coisa, mas reproduzir esta percepção negativa e pessimista tal e qual um disco quebrado é uma opção. Se policie.

Comodismo: o ser humano traz consigo no seu ‘pacote comportamental’ a famosa zona de conforto. Porém alimentá-la com preguiça e medos em geral, mesmo que incomodado com determinada situação é um sinal de alerta. Se você é daqueles que geralmente pensa “tá bom assim, pra quê..” ou então “eu preciso.. mas..” lembre-se das palavras do Acomodado da Silva e perceba que está na hora de mudar urgente.

Excessos: de expectativa, de emoções, de dúvidas, de insegurança, nas áreas profissional, pessoal, familiar. Será que precisa de tanto? Ou você se acostumou há tempos em agir desta forma? Fica uma dica: tudo o que é em excesso faz mal e não agrega em nada. E você pode acabar desperdiçando momentos, pessoas e oportunidades que não voltarão. A palavra-chave é equilíbrio. 

Aproveite a vida hoje. Olhe para si e analise friamente a sua vida e o seu comportamento. Se questione até que ponto existe problemas ou dificuldades ou se é você mesmo que os cria. Descarte de uma vez os seus lixos. E antes que você comece a se enredar em um grande Labirinto, tome uma atitude.

Grande abraço,

Ana Cruz – psicanalista

2 thoughts on “Mude! 4 lixos que você carrega… e não precisa

  1. Ana Cruz, parabéns por seus textos, sempre claros e objetivos, capazes de nos centrar na realidade e nos levar a uma profunda reflexão. Grande abraço.

Deixe o seu comentário