ArabicEnglishFrenchPortugueseSpanish
Dia dos Pais ou da Paternidade

Dia dos Pais ou da Paternidade

*por Içami Tiba

“Ser pai é muito diferente de ter a paternidade.

içami tiba

Um homem precisa ter filho(s) para ser pai biológico, mas mesmo não tendo filho(s) ele pode ser paternal. Paternidade é a propriedade de sentir-se responsável por um filho em tudo o que este precisar; de cuidados para alimentar a dependência social, física, mental e afetiva.

Sem dúvida, é muito importante a participação do homem na gravidez de uma mulher. Mas nem sempre foi assim. Há 12 mil anos, o ser humano não sabia que era o homem que engravidava as mulheres. A gravidez era considerada um presente dos deuses. Todos sabiam que a mulher era mãe desde que ela começou a parir como hoje, há 300 mil anos atrás.

Todas as mudanças, que deixaram a humanidade de ponta-cabeça nos últimos 50 anos, passaram-se em poucos segundos, como se reduzíssemos para um ano o tempo do Australopithecus até hoje. Pais biológicos sempre existiram, mas a paternidade é recente…

Não é à toa que pais masculinos perdem crianças em shoppings, em praias, locais públicos, mesmo amando perdidamente seus filhos. O que significa que a paternidade tem um longo caminho a percorrer pela frente…

O masculino sempre foi fisicamente mais forte que o feminino, e assim cabia mais a ele caçar as jurássicas feras para alimentar o seu grupo. Ele tinha um foco a atacar de cada vez. Concentrava-se todo para liquidar a fera antes que esta o devorasse. Acho que este é um dos motivos pelo qual o homem só consegue fazer uma coisa de cada vez. Até hoje, quando um homem está trabalhando ou concentrado em alguma tarefa é difícil fazer outra atividade ao mesmo tempo, sem uma não atrapalhar a outra…

Entendendo a paternidade

Está mais que na hora de procurarmos entender a paternidade e contribuir para a sua evolução em vez de ficarmos brigando, exigindo que os pais façam o que não conseguem fazer.

Comemorar o Dia dos Pais já é um belo passo. Mas fazendo as contas, percebemos que esse dia precede em nove meses o Dia das Mães. Os mais afoitos poderiam pensar que no Dia dos Pais eles fazem a ”festa”, e a festa da mãe é nove meses depois, dando a luz.

Quando um pai se separa da mãe dos seus filhos, ele corre o sério risco de se tornar um ex-paternal e descuidar deles, mesmo continuando ser pai biológico. Isto porque o pai, quando vira a página, fecha o livro. A mãe mesmo virando a página, frequentemente volta a ela para se nutrir, ou se desesperar, buscando alternativas.

Quando a mãe quer conversar com o filho, ela tem um check-list mental de vários campos a serem preenchidos para ficar satisfeita. O check-list do pai tem poucos campos e ele conclui dentro da cabeça o que falta, sem ficar falando. Pode parecer que o pai seja mais insensível que a mãe… Perceba quantos campos sua mãe tem que preencher se suspeitar que você anda usando drogas. Ela acaba enchendo o filho.

Todos temos um check-list para cada situação. Se você quer colar na prova, seu check-list tem vários campos que você os preenche mesmo sem se dar conta. Se está afins de alguma garota numa balada, o check-list é outro.

Hoje a paternidade está sendo bastante exigida. Assim, ele vai ao obstetra com a mulher, entra na sala de parto, carrega o recém-nascido nos seus braços, mesmo temendo derrubá-lo, troca fraldas, dá mamadeira, vai às reuniões escolares, se preocupa com a qualidade da amizade dos filhos, etc.

Ele bem que merece o Dia dos Pais, muito bem festejado, porque ele também ‘não dorme enquanto você não chegar’.”

*Içami Tiba era psicoterapeuta, escritor, educador e um dos maiores expoentes brasileiros na área da saúde emocional. Autor do best seller “Quem ama, educa! Formando cidadãos éticos”, sempre ressaltava sobre a importância vínculo familiar na formação do sujeito. Ele faleceu esta semana em São Paulo em decorrência de um câncer que tratava desde o início deste ano. Este artigo foi retirado do seu site que dispõe outros materiais interessantes. Acesse: www.tiba.com.br

Grande abraço,

Ana Cruz – psicanalista

[:]

3 Replies to “Dia dos Pais ou da Paternidade”

Deixe o seu comentário